Yuri Gonçalves na Sumatra

 
 
 

Yuri Gonçalves fez uma trip com seus brothers de infância para algum lugar da Sumatra -- e o resultado você confere abaixo. A trip foi registrada pelo monstro Bruno Zanin, que também editou o clip. A MOIST conversou com Yuri sobre a barca e sua relação com a Indo. Confira.

 
 
 
 
 
 
 

O filme é só freesurf na Indo. Para você, qual a diferença entre competir e fazer surf trips como essa do vídeo?

Competir é algo muito focado nos pequenos detalhes. No corpo, na prancha e no mar principalmente. Tudo muito regrado como comida, horário de dormir e acordar, enfim, tudo pra obter o melhor desempenho dentro dos 25 minutos dentro d'água. Já em uma trip como essa, a maior preocupação mesmo é estar dentro da agua e aproveitar ao máximo cada onda, e nos intervalos fazemos o resto como comer (risos) ainda mais em uma trip como essa, que eu estava dividindo o lineup com alguns dos meus melhores amigos de infância.

Como foi essa produção, algum perrengue, ou história interessante pra contar?

Essa trip rolou tudo em cima da hora. Eu estava em Bali com alguns amigos de infância, e era a primeira vez deles na Indonésia. Eu queria que eles vivessem aquela Indonésia pra ficar na história. O Guto Queiroz me ligou e me intimou a ir (risos) coisa triste né, e ainda falou que o Bruno Zanin, Vini Pereira e o Souza iam... dessa forma não tinha como negar o convite. Peguei a nega veia (esposa), meus amigos e nos mandamos pra lá. Cara, vou te contar, foi uma das trips mais engraçadas que eu fiz na vida. Durante as tempestades tudo virava Poker ou Samba, era só escolher (risos).

Qual sua relação com a Indonésia? E como o arquipélago se compara a outros destinos do surf?

Amo estar na Indonésia. Tenho pessoas que gosto muito por lá, como a família do Kayu e Harumi. É um lugar que possui tudo que preciso dentro de uma área tão pequena. Comida, onda e pranchas boas. Gosto de voltar lá todos os anos pra evoluir meu surf, pois as ondas realmente se comparam a poucos lugares desse mundo. Uma semana em Lakey Peak tu evolui o surf como em um ano no Brasil. Gosto também de estar lá com minha esposa e conhecer lugares que o surf não me leva, como mergulhos e templos. Ela me obriga e como eu que mando, eu vou (risos).

E esse ano tem alguma trip planejada já?

Esse ano a equipe Aprimore Surf esta programando um trip intensiva de treino. Estamos vendo o lugar certo ainda, mas acredito que possa vir a ser Indonésia, pois aquilo ali é maquina de onda.