Os claims que marcaram 2017

A comemoração depois de uma onda é algo que gera grande discussão. Já foi muito mal vista entre os surfistas profissionais - principalmente os gringos, cheios de história, que olhavam torto para brasileiros que não continham a emoção após uma onda bem surfada. Nos últimos anos, entretanto, os claims ganharam uma nova função: ajudar a vender a onda.

Pense bem. O sujeito sai de um tubo enorme, ou completa um aéreo rodando, e precisa de nota para virar a bateria. Ele sabe que, na verdade, aquela onda não necessariamente lhe daria o score. Mesmo assim, demonstra. Grita. Aperta o punho. Salta as veias. E a praia vai ao delírio. Os comentaristas perdem a linha. Quem sabe dizer se os juízes não são influenciados por tudo isso? Eles são humanos, afinal de contas.

Reunimos alguns dos melhores claims do ano para relembrar este ato de paixão dentro do surf competitivo. Se liga:

 

J-Bay foi um evento especial, com as ondas mais perfeitas do ano. Não à toa, teve chuva de claims na África do Sul. Com direito até a sarrada por Kelly Slater. Vale um vídeo só dos claims de Jeffrey's: