Da praia do Pipe Masters

 

A webcast é ótima, não me leve a mal. Tem Heat Analyzer. A gente esquece o que é assistir bateria sem replay. Nem a narração dá pra ouvir se você quer olhar para dentro do tubo de Backdoor - ou seja, para dentro de qualquer tubo. Pelo computador, dá pra ver tudo. Mas não dá para ouvir o público.

E não estou falando só dos gritos de torcida - isso não falta. São as conversas. E o mais surpreendente não é nem o assunto - não importa se estão falando de Medina, John John ou do burrito de frango do Cholo's, mas sim que estão falando em português. A impressão que dá é que tem mais brasileiro do que "gringo" e havaiano na praia. Mas talvez seja só impressão. O fato é que, na hora das baterias decisivas, dá para sentir o público. A presença multiplica a tensão - e as vitórias, quando elas vêm.

E isso é algo que na webcast não tem.

 A expectativa do público multiplica o clima de tensão - e as comemorações, quando a vitória vem.

A expectativa do público multiplica o clima de tensão - e as comemorações, quando a vitória vem.

 Charles Saldanha (ou Medina) não fala uma palavra durante as baterias do filho. Só anda de um lado para o outro, coloca a mão no queixo e faz a reza ocasional.

Charles Saldanha (ou Medina) não fala uma palavra durante as baterias do filho. Só anda de um lado para o outro, coloca a mão no queixo e faz a reza ocasional.

 Depois de quase uma semana com uma bateria de R2 engasgada - enquanto John John estava garantido no R3 - o alívio de tirar essa da frente não foi pouco.

Depois de quase uma semana com uma bateria de R2 engasgada - enquanto John John estava garantido no R3 - o alívio de tirar essa da frente não foi pouco.

 Medina atravessando a legião de fãs até a área dos competidores. Mas os "especialistas de proteção" (para não dizer segurança, por alguma razão) estão sempre por perto.

Medina atravessando a legião de fãs até a área dos competidores. Mas os "especialistas de proteção" (para não dizer segurança, por alguma razão) estão sempre por perto.

 Ian Gouveia feliz da vida após vencer sua bateria contra Matt Wilkinson no R3. Para se manter na elite, ele precisa chegar na final - mesmo assim, está tranquilo.

Ian Gouveia feliz da vida após vencer sua bateria contra Matt Wilkinson no R3. Para se manter na elite, ele precisa chegar na final - mesmo assim, está tranquilo.

 O resultado da bateria entre John John Florence e Ethan Ewing no R3 está dando o que falar. Será que a polêmica vai desestabilizar o havaiano?

O resultado da bateria entre John John Florence e Ethan Ewing no R3 está dando o que falar. Será que a polêmica vai desestabilizar o havaiano?

Acompanhe a nossa cobertura completa da Pipe Masters no Stories do Instagram. Segue lá: @moist.com.br

[ML]