Joe G. quer continuar fazendo filmes de surf

 
 

"Eu odeio o termo 'websérie'".

Sim, isso são aspas dentro das aspas. Websérie é um termo legítimo, usado para designar determinado formato de conteúdo dividido em seções, ou capítulos, geralmente audiovisual. Mas Joe G. -- o filmmaker por trás de Strange Rumblings in Shangri La e Year 0000 -- fez questão de colocar aspas em volta da palavra.

Não leve o cara a mal. Ele é um tradicionalista. Gosta de filmes de surf do jeito que eles "deveriam ser" (tá, as aspas foram uma provocação). Longos, daquele tipo que você precisa sentar no sofá, esperar os amigos chegarem, parar tudo, abrir uma cerveja e mandar o vizinho ficar quieto antes de assistir. E daquele tipo que demora dois anos pra fazer.

Acontece que, hoje em dia, a população surfística mundial já mudou de hábito. Tem vídeo e "websérie" brotando por tudo que é lado, a toda hora de todo dia. E as pessoas acostumaram a assistí-los por aí quando dá -- no trabalho, no metrô, enquanto vão checar o surf. E o fato é que quase ninguém mais tem tempo de parar tudo que está fazendo para assistir um filme de surf de uma hora. E o outro fato é que marca nenhuma quer pagar para que uma equipe de câmera e meia dúzia de surfistas viagem o mundo durante dois anos para soltar um vídeo de uma hora que quase ninguém vai assistir em casa, com uma cerveja na mão, entre amigos -- sem interrupções.

E, por isso, Joe G. teve que adaptar. Lançou a primeira seção de seu novo "filme" (sim, as aspas continuam sendo provocações) antes mesmo de ter filmado as outras. Mas como ele não quer largar o osso, Cult of Freedom ainda é oficialmente um filme. F-I-L-M-E. Ok? NÃO é uma websérie. Não se esqueça disso.

Mas, para você, o público, nada disso importa. É surf do bom, com a boa e velha panelinha da Globe surfando na Austrália em ondas não-tão perfeitas, e depois em ondas bem mais perfeitas. Com direito a trechos gravados em película e tudo mais -- do jeito que Joe G. gosta. Nossa, quanta enrolação. Mas tá bonito pra caramba, com surf de primeira. Assista:

Destaque especial pro tubo de Jay Davies  aos 14:04. Eita porra.